Saúde e Bem-Estar

Maltodextrina Efeitos Colaterais Irreversíveis

Maltodextrina Efeitos Colaterais Que Podem Destruir a Sua Vida. Confira!

Vamos falar sobre Maltodextrina Efeitos Colaterais e o que realmente é esse suplemento tão procurado pelas pessoas que desejam ganhar massa magra. Mas será que faz mal?

O carboidrato complexo extraído do amido de milho, batata ou mandioca é utilizado por muitos para elevar as energias e obter melhores avanços no aspecto físico, melhorando a saúde.

Porém, seus benefícios podem facilmente se transformar em consequências perigosas. O uso desmedido do suplemento merece devida atenção.

Maltodextrina Efeitos Colaterais

O Que é Carboidrato Complexo?

Os carboidratos se diferem em simples e complexos:

Carboidratos Simples

Os simples são absorvidos rapidamente pelo corpo, mas não são utilizados com a mesma velocidade.

Eles acabam sendo acumulados nas reservas energéticas denominadas gorduras.

Esses tecidos crescem no corpo, prejudicam o ganho de tecido muscular e ajudam na manutenção do sedentarismo.

Podemos listar alguns como exemplo:

  • Açúcar de mesa
  • Arroz Branco
  • Banana
  • Bebidas Isotônicas
  • Biscoito
  • Bolos
  • Cereais Matinais
  • Farinha Branca
  • Frutas
  • Leites e Derivados
  • Macarrão
  • Mel
  • Pão branco
  • Pipoca
  • Refrigerante
  • Sorvete
  • Suco de Frutas

Carboidratos Complexos

Já os complexos liberam a energia que é rapidamente direcionada às atividades físicas.

A maioria dos carboidratos desse tipo não provoca grandes picos de glicemia, controlando os níveis de açúcar no sangue durante toda a atividade física.

Alguns exemplos de carboidratos complexos:

  • Abóbora
  • Aveia
  • Arroz integral
  • Batata doce
  • Brócolis
  • Cereja
  • Ervilha
  • Gergelim
  • Iogurte light
  • Farinhas Integrais
  • Linhaça Lentilhas
  • Milho
  • Macarrão Integral
  • Pão Integral
  • Quinoa
  • Pêssego
  • Soja
  • Tomate
  • Trigo

Maltodextrina Efeitos Colaterais

A Maltodextrina, apesar de ser um carboidrato complexo, provoca picos de açúcar no sangue.

Para os diabéticos, esse é o mal maior. A hiperglicemia é capaz de levar ao estresse, sede, falta de ar, sonolência, desidratação e outros sintomas que, se não tratados, podem levar ao coma por acidose sanguínea.

A revista Plos One divulgou um estudo em ratos de laboratório que relacionou a Maltodextrina ao crescimento de bactérias patogênicas no intestino dos mesmos.

Esse estudo mostra que é possível a repetição dessa consequência nos humanos.

Usadas em produtos industriais como aditivo conservante, a Maltodextrina pode provocar alergias, inchaço e flatulência em excesso importante verificar os rótulos dos produtos procurando por indicações da presença da substância.

Alimentos contendo Maltodextrina são geralmente causadores de aumento de ganho de peso.

Para pele, a Maltodextrina pode ocasionar erupções cutâneas, coceira devido às reações alérgicas.

Para a respiração, a Maltodextrina pode ocasionar asma e dificuldades respiratórias.

Se a quantidade de calorias consumidas por meio da Maltodextrina for superior aquela queimada, o suplemento pode ser um vilão do emagrecimento e da saúde.

A Maltodextrina Faz Mal?

A resposta para essa pergunta varia conforme a dose e o organismo de cada um.

Não é recomendado o uso para quem é diabético, já que os picos glicêmicos são perigosos.

A falta de acompanhamento médico e nutricional para a administração da dose é outra motivação para resultados danosos.

Ao mesmo tempo, aqueles que forem diagnosticados com alergia devem se manter sem a Maltodextrina na dieta.

Porque Não Usar Malto no Treino (VÍDEO)

Veja Também:

Maltodextrina Efeitos Colaterais Irreversíveis
5 (100%) 1 vote

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.